domingo, 21 de setembro de 2008

Um amigo e o tempo...

Ultimamente ando assim, querendo recuperar antigos laços, reencontrar amigos queridos que há muito não vejo e que a vida se encarregou de nos colocar em lugares distantes.

Acho que é saudades, dos tempos de rapaz, das amizades sem interesse e do tempo em que acreditava que o mundo podia ser mudado.

Algumas coisas na vida da gente tem um significado especial, o
meu amigo Fernando, por exemplo, é daqueles amigos que por mais que o tempo passe a está sempre pertinho da lembrança e do coração.

Em julho passado, por uma feliz coincidência de agendas, pudemos nos reencontrar após mais de 15 anos de ausência de um do outro.

Nos falamos algumas vezes via msn e deixamos meio pré-combinados de encontrarmos no Rio, em Búzios, creio que nenhum de nós dois estava acreditando muito nesse reencontro, mas como havia a intenção, esperamos.


Até que aconteceu, e como eram muitos os anos de ausência, no início tive uma sensação de estranhamento e admiração eu previsivelmente mais gordo e ele um pouco mais calvo, sinais do tempo que insiste em passar mesmo contra nossa vontade.

Um pouco depois, a confirmação da emoção do reencontro, afinal amigos de verdade podem perder a intimidade, aquela do contato e dos causos diários, mas a afinidade permanece intacta, inabalável.

E como era tanta coisa pra contar e tão pouco tempo disponível, ficamos com uma certa angustia mas que foi logo superada pelos chamados das respectivas famílias, filhos puxando de um lado, esposas de outro e nós ali olhando aquilo tudo meio sem entender nada. Afinal estavamos ali depois de tantos anos longe um do outro e isso bastava.

Que coisa boa foi reencontrar o Fernando, esse amigão de tantos anos.

E não é assim mesmo, amigos, filhos, família, todos sempre tão em volta que às vezes nem damos a importância que merecem.


Mas o melhor foi ter percebido que as melhores coisas da vida da gente não custam nada, estão aí e só requerem um pouco de disponibilidade e determinação.





13 comentários:

Andréa disse...

Evandro, não é pq o Dudu acha q vc vai ser velho para andar de moto com ele que vc precisa já ter saudades do tempo de "rapaz". Vc ainda é um garoto, meu filho. rsrs
Deixando a brincadeira de lado, amigos de verdade o tempo e a distância não separam, pelo contrário, acabam virando família, às vezes com laços mais fortes do que os de sangue. A Carlota, por exemplo, já virou minha "prima" e, por tabela, os Varella já fazem parte também desse "familião". Para a Bruna, todos nós somos "tios" e a festa que ela faz quando nos vê é uma delícia. Está faltando o Dudu vir para cá para participar da bagunça.
Adorei a visita no Banho de Gato. Estou te linkando tb.
Bj.

Lilian Devlin disse...

Eu sei que é chavão, mas eu acho mesmo que amigos são os irmãos que a gente escolhe.
E eu tenho amigos assim, de loooonga data, porque alguns o são há mais de 30 anos!Meus amigos mais recentes são vc( há... caramba,quase 12 anos!)e a Paula ( 16 anos!)Alguns também eu pouco vejo, porque são do Rio e infelizmente, tenho ido pouco lá.Mas quando nos encontramos é o que vc descreveu, uma alegria só.
E vc tem razão, precisamos sim nos disponibilizarmos mais e acreditar que podemos manter essas pessoas escolhidas sempre ao nosso lado!
Bjs procê

BRUNO LEONARDO disse...

Olá,Evandro
Eu gosto muito de cultivar meus amigos e tenho amigos de infãncia que estão sempre comigo..é claro que eu sou apenas um 'garoto' rs
Outro dia reencontrei com um vizinho que mudou-se quando nós tínhamos 10 anos.Acredita que ele me reconheceu ? E,quando começamos a conversar ele veio com essa:"Vc não mudou nada..!!" rsrs Entendeu,né?

abraço

Cadinho RoCo disse...

Reencontrar um velho amigo é sensação especial sobretudo para que fortaleçamos a crença de que o que é bom perdura.
Cadinho RoCo

Paula disse...

Evandro, isso se chama nostalgia... Eu tenho vivido muito isso, sinto saudades de um tanto de coisa...

Agora, reencontrar velhos amigos é uma das melhores coisas do mundo! Legal isso!

beijão

P.Winter disse...

Olá,Vavá

Amigo é tudo de bom..amigo antigo então,é ótimo!Parece que quando o encontramos, voltamos no tempo.Tenho poucos ,mas bons!

Abraço

Lê... disse...

Amigos...
ah,fico com chavão da lilian tbm...amigo é o irmão que a gente escolhe!!!Ou seria nosso coração que escolhe?Sei lá,não importa!O importante é que eu não vivo sem os meus..eles me são caros e cada um deles tem história na minha história!Amo todos e cada qual me é essencial...

Ah,tomara que encontre/reencontre todos os seus!

bom fim de semana!

Débora disse...

Olá,Vavá
Tudo bem?
Eu pretendo guardar para sempre meus amigos sinceros..jamais quero perdê-los de vista..são bens muito preciosos...

Beijo

Ellaehcarioca disse...

É tudo de bom reencontrar aquelas pessoas que a gente gostaria de ter por perto sempre ( e não tem),né?! Também acho uma das melhores coisas do mundo encontrar aqueles amigos que só vejo raramente, mas que quando encontro parece que nada mudou,que a gente não mudou...Você tem toda razão:As melhores coisas da vida da gente não custam nada.


Tem prêmio pra vc.Merecido.É sobre o seu layout.Já foi layout do meu blog tbm e eu adoro!

Bjs

Anarquistas disse...

Olá,Vavá


Amigo é habitante eterno de nossos corações..mesmo depois que desaparece...

Queremos convidá-lo a conhecer nosso Blog "Anarquistas Graças a Deus"~ ...É composto por 7 mulheres inteligentes e interessantes que tratam de temas polêmicos.
Muitas dessas mulheres vc já conhece através de seus blogs pessoais.
Venha..acho que vai gostar!
Bjs

Mari disse...

Oi,Evandro

Também faço questão de conservar amigos antigos...adoro fazer reuniões com eles,telefonar,dar presentinhos...isso é cultivar,né mesmo?E,se perco um de vista,vou logo catar..rs

bjs

Luiza disse...

Oi! Ver velhos amigos é porque a gente já viu muita gente. Eu ainda não tenho velhos amigos, só novos amigos, mas ainda só achei uma amiga que queria que fosse para sempre. Beijo da Luiza

BANDEIRAS disse...

De x em qdo isso tbm acontece comigo.Eu acho é qdo a saudade e a solidão nos bate a porta.

Bjs

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails